Acompanhe o processo eleitoral ACPW 2021

Clique aqui para ver o Manual do Processo Eleitoral 2021.

Clique aqui para ver o manual do sistema para eleição virtual Helios Voting.

Clique aqui para ver o edital de convocação da assembleia geral extraordinária para aprovação do Manual do Processo Eleitoral 2021.

CHAPA – COOPERAÇÃO PLANO DE METAS E DIRETRIZES
Triênio mar/2021 – mar/2024

O Setor de Mansões Park Way foi concebido como área sub-urbana com objetivos de preservar os mananciais hídricos próximos ao plano piloto de Brasília. Em consequência desse formato as pessoas que escolheram este bairro para morar em sua grande parte valorizam o meio-ambiente preservado e buscam ocupar em harmonia com esta natureza tão singular,parcialmente protegida como reserva de biosfera pela Unesco.
Apesar de ser um dos primeiros setores do Distrito Federal, o Park Way ainda necessita de infra-estrutura básica, a exemplo de simples calçadas que possibilitem aos pedestres seu caminhar, afastados das vias para veículos automotores, e até mesmo a complexidade da entrega das diretrizes urbanísticas complementares, para que a ordenação
urbana seja plena e possa atender a esta comunidade em sua plenitude de bem estar em coexistência com um meio ambiente saudável e preservado.

Desta forma se faz necessário uma representatividade forte,autêntica e que defenda os interesses dos moradores através de uma Associação participativa, austera, resiliente e acima de tudo pró-ativa nos anseios de seus associados.

Urge estancar a chaga das ocupações irregulares que descaracterizam o
bairro, banalizam a vizinhança e destroem a natureza e o futuro de uma Capital planejada para o Século XXI.

Esta nova diretoria que se candidata, herdará um histórico de lutas,vitórias e sobretudo organização e união de vizinhos conquistadas em recente período, nos trazendo a responsabilidade de aumentar o quadro associativo de maneira que possamos representar com profissionalismo e autenticidade.

Objetivo 1
Estimular a prática do associativismo entre os moradores do PW, visando constituir grupos organizados em defesa de interesses comuns, sociais, filantrópicos, científicos, culturais, econômicos, bem como viabilizar o estabelecimento diálogo entre a comunidade e o poder público;

Metas:
1.1 incrementar o números de associados;
1.2 identificar necessidades da comunidade ,sobretudo dos mais vulneráveis, e promover ações a favor do bem comum e da qualidade de vida no bairro
1.3 identificar práticas de interesse da comunidade, descobrir talentos e disseminar oportunidades de interação e de convívio;
1.4 divulgar os grupos constituidos e incentivar a criação de novos;
1.5 criar ambientes favoráveis à reunião de moradores, à semelhança do Viveiro Comunitário do Park Way, em demais regiões do PW;1.6 Viabilizar compras conjuntas, oficinas, seminários, encontros e reuniões temáticas,
para fomentar a união entre moradores;

Objetivo 2
Promover ações de preservação e de regeneração do cerrado nativo, e proteger o entorno das áreas de preservação ambiental
Meta:
2.1 Revitalizar o movimento ​Replantando Park Way​, trazendo ele ao seio da comunidade com ações efetivas de plantios, ajardinamentos e prevenção aos incêndios florestais.
2.2 Mapear e divulgar as áreas de conservação ambiental, inclusive mananciais;
2.3 Definir calendário/agenda para coleta de sementes, para semeadura e para o plantio em áreas previamente autorizadas;

Objetivo 3
Identificar e disseminar boas práticas de tratamento de lixo reciclável e de lixo orgânico;
Metas:
3.1 calendarizar feiras, exposições, cursos relacionados à reciclagem de materiais sólidos e orgânicos
3.2 Disseminar técnicas de compostagem, reciclagem, reuso etc…
4- Tornar cada morador consciente sobre sua sobre seu papel dentro da microbacia hidrográfica
4.1 realizar ações de preservação de nascentes e recursos hídricos.
4.2 propor atitudes proativas, planos de ação imediatos e medidas de ação emergenciais vinculadas ao meio ambiente e as Águas;

Objetivos e Metas – Meio Ambiente
1) Difundir aspectos, conhecimentos e medidas associadas a sensibilidade dos moradores e proprietários para as características da Natureza das diversas Quadras e Conjuntos do Setor de modo a haver a preservação ambiental.
2) Propor que as concepções e planejamento de realizações das Ações de governo e dos proprietários sejam com “Soluções baseadas na Natureza” e segundo os conceitos de Desenvolvimento Sustentável;
3) Definir formas de Drenagem urbana que ampliem a infiltração e detenção das Águas e reduzam o escoamento superficial;4) Criar condições incentivo e adoção de iniciativas de melhoria das condições de preservação da flora e fauna nativas;
5) Propor encontros com diálogos sobre experiências exitosas e projetos demonstrativos e unidades modelo relacionados com tratamento de esgotos, energia renovável, coleta seletiva de resíduos sólidos por quadra, compostagem, recomposição de paisagem, polinização, prevenção e precaução associadas a queimadas e para evitar danos ambientais;
6) Estabelecimento de prioridades na implementação de ciclovias em sintonia com a topografia, o sistema de circulação existente e em consonância com a vegetação e atrativos naturais do Setor e adjacências.
7) Colher sugestões da Comunidade para estabelecer prioridades de ação e metas associadas a prevenção e restauração em cada quadra do Setor.
Chapa Cooperação.

Chapa COOPERAÇÃO
Diretoria Executiva
PresidenteJosé Joffre Nascimento
Vice-PresidenteBetina Isabel Maag Santos
Diretor FinanceiroEliezer Alcantara Lima
Diretor de PlanejamentoAparecida Toshiko Maeda Araki
Diretor de Comunicação SocialAna Maria Christofidis
Diretor de Relações InstitucionaisFrancisca Benigno Barbosa
Diretor de Meio AmbienteDemetrius Christofidis
CONSELHO FISCAL
PresidenteMarcelo Carvalho Silva
Primeiro ConselhoMaria Luiza Dornas
Segundo ConselhoHeinrich Dorr
Primeiro Conselho SuplenteTercia Gualberto de Almeida
Segundo Conselho SuplenteJaqueline Moraes Farias
Terceiro Conselho SuplenteMaria Glecia S. Fisher

Deixe uma resposta